Por Juliana de Moraes e Matheus Medeiros

Lançado em 2011, o Programa Mulheres no Machado Meyer vem conquistando resultados importantes para a sociedade de advogados. Além do salto de 20% para 34% no número de sócias mulheres da banca em sete anos, o projeto – que desconsidera "cota” como critério para incentivo à participação feminina em cargos de liderança – promove a retenção de talentos por meio da valorização da meritocracia.


Mentoring que faz a diferença

Segundo Cristiane Romano, sócia do escritório e porta-voz do Programa, 100% das profissionais selecionadas até hoje para participarem do mentoring– uma das ações do projeto –permanecem na sociedade, evoluindo em suas carreiras.

"Anualmente, elegemos um grupo de advogadas para participarem da iniciativa, e um igual número de sócios, de ambos os sexos, são capacitados para conduzirem a orientação individualizada. Em reuniões mensais para mentoria, as duplas dialogam, trocam experiências e as advogadas são preparadas para avançarem profissionalmente com o apoio das lideranças do Machado, Meyer, Sendacz e Opide Advogados”, explica.

Networking, treinamento com foco em desenvolvimento de carreira e políticas de flexibilidade para o trabalho complementam as iniciativas do Programa Mulheres no Machado Meyer, que nasceu da vontade de um grupo de sócias de mudar a realidade que mostrava um número reduzido de mulheres no topo da carreira no escritório.


Políticas inclusivas para todos

"Hoje, entre os advogados mais sêniores, profissionais mulheres são maioria, preenchendo cerca de 70% dos cargos (contra 40% antes do início do projeto), enquanto que a participação em outros níveis está equilibrada, em torno de 50%, o que considero ideal. Houve um avanço significativo da presença feminina nas posições de liderança e devemos essa evolução ao conjunto de políticas do Programa”, afirma.

Cristiane enfatiza que a proposta de um tratamento diferenciado para o regime de trabalho no primeiro ano da maternidade e da paternidade é bastante valorizado internamente, pontuando que condições iguais para os colaboradores têm sido um fator essencial para o sucesso do Programa. "Se queremos que haja uma equidade de oportunidades no âmbito profissional, o mesmo tem que acontecer sob o aspecto social”.


Machismo é viés inconsciente a ser superado

Após sete anos da experiência de implementação do Projeto, Cristiane destaca que o maior desafio para as sociedades de advogados (e outras organizações) incentivarem as profissionais a avançarem na carreira é a superação do viés inconsciente de machismo que todos carregamos por questões históricas e culturais.

"Reconhecer que tendemos a crer que o papel social da mulher é diferente daquele exercido pelo homem é o primeiro passo. Isso acontece aqui no Brasil e em tantos outros países, portanto, trazer o homem para o debate dessa questão é tão importante quanto trabalhar para fortalecer a mulher na busca de seus objetivos profissionais”, explica.

Ela avalia que esse é um ponto fundamental e comenta que, em conversas com profissionais norte-americanos, descobriu que os homens muitas vezes têm vergonha de fazer o uso do benefício da licença paternidade, por exemplo, que é oferecido pelas bancas pelo fato de parceiros de trabalho verem com maus olhos a dedicação masculina a um papel que entendem caber somente às mulheres.


Reconhecimentos

Parte de um comitê para ações de inclusão, o Programa Mulheres do Machado Meyer foi reconhecido pelo Prêmio Lumen em 2017 e em quatro edições do Americas Women in Business Law Awards, da Euromoney.

Iniciativas como essa merecem ser celebradas por seu impacto na qualidade de relacionamento que trazem para as equipes de trabalho e ganho de consciência social entre os profissionais envolvidos nas ações.


Sobre a premiação

O Prêmio Lumen é uma iniciativa do Sinsa em parceria com o Cesa (Centro de Estudos das Sociedades de Advogados), que tem o objetivo de motivar e disseminar o bem social a partir do reconhecimento de iniciativas de comprovada eficácia realizadas por sociedades de advogados e que possam ser replicadas por outras organizações.

Se seu escritório está dedicado à implementação de projetos voltados ao aprimoramento da gestão de equipes, com foco nas pessoas, inscreva a iniciativa, até 28 de setembro, na edição 2018 da premiação por meio do www.premiolumen.com.br.

SINSA
http://www.sinsa.org.br/noticia/premio-lumen-acoes-que-inspiram-programa-mulheres-no-machado-meyer.html
(Notícia na Íntegra)