Adriana Pallis

Adriana Pallis

Sócia

+55 11 3150-7064

Adriana atua como sócia na área de Direito Societário desde 2001, tendo sido a diretora do grupo de M&A de 2015 a 2018. Agora, ela é membra do Conselho e da Comissão de Responsabilidade Social e Pro Bono do escritório.

Adriana é especialista em Direito Societário, governança corporativa, regulação de valores mobiliários e em M&A envolvendo empresas privadas e cotadas em bolsa, bem como em transações internacionais.

Ela possui reconhecida experiência na estruturação e implementação de reorganizações societárias de alta complexidade, investimentos patrimoniais, diferentes estruturas de aquisição e em procedimentos de oferta pública de aquisição, como também na prestação de assessoria jurídica na representação de empresas e investidores em processos administrativos e em consultas perante a Comissão de Valores Mobiliários.

Adriana também atua na estruturação de negócios e na criação de empresas, joint ventures, consórcios, associações e outras formas de negócio, assim como na prestação de consultoria sobre investimentos estrangeiros no Brasil. Ela atuou nos mais relevantes processos de privatização dos anos 90, como da CPFL, Eletropaulo (ambas do setor de energia), Vale (setor de mineração) e Telebrás (setor de telecomunicações).

Associações

Ordem dos Advogados do Brasil (OAB)
American Bar Association (ABA)

Reconhecimentos recentes

Reconhecida pelo Women Leaders 2018 da IFLR1000, grupo de elite das 300 principais especialistas em transações de mercados locais, sendo 54 de tais especialistas exclusivamente selecionadas nas Américas (e 4 no Brasil).

Reconhecida pela Chambers Latin America, edição 2016, 2017,2018, 2019 e 2020, na área de Direito Societário/M&A.

Reconhecida pela Lacca Approved, edição 2017, 2018, 2019, nas áreas de Direito Societário e M&A.

Ranqueada na revista Análise Advocacia 2016, 2017, 2018.

Recomendada na área de Direito societário e M&A pelo The Legal 500 (2018, 2019)

Premiada pelo Bonds & Loans Awards 2018, em Societário

Reconhecida pela Chambers Global nas áreas de Direito Societário e M&A, edições 2017 e 2018.

Reconhecida pela Latin Lawyer 250, edição 2016, 2017, 2018, 2019 nas áreas de Direito Societário e M&A, Governança Corporativa, Telecomunicações e Meios de Comunicação.

Atuou na transação de aquisição da GVT Telecomunicações pela Telefônica Brasil/Vivo, vencedora do prêmio The American Lawyer Global Legal Awards na área de M&A Global, na categoria de Negócio do Ano de 2015. Em 2001, foi a sócia responsável por conduzir a reestruturação societária que deu origem à maior empresa de telecomunicações do Brasil, envolvendo a incorporação da Vivo (móvel) pela então chamada Telesp (telefonia fixa), ambas já pertencentes ao grupo de empresas Telefonica.

A operação foi precedida pela aquisição da participação da Portugal Telecom na joint venture internacional detida por ambos os grupos e que controlava a Vivo, em 2010.
Embora a aquisição tenha sido conduzida na Europa, ela teve impactos no Brasil e nos Estados Unidos, uma vez que a Vivo era cotada na Bolsa de Valores de São Paulo (Bovespa) e na Bolsa de Valores de Nova York (NYSE).  Ela resultou em uma oferta pública para a aquisição das participações de acionistas minoritários, implicando discussões de alta complexidade perante a Comissão de Valores Mobiliários (CVM) brasileira e o órgão equivalente nos Estados Unidos, a American Security and Exchange Commission (SEC). Devido ao seu tamanho e complexidade, a reestruturação foi considerada pela Latin Lawyer o Negócio do Ano de 2011 na categoria de M&A.

Formação acadêmica

Pontifícia Universidade Católica de São Paulo, Brasil (Pós-graduação em Direito Societário, 1995).
Universidade Mackenzie, Brasil (Bacharelado em Direito, 1990).

Publicações Recentes

A Lei nº 13.818/2019, publicada no dia 25 de abril, alterou os artigos 289 e 294 da Lei...[+]
Por Erika Hidalgo López Abase Comércio e Representações Ltda., dedicada entre otros segmentos...[+]
A Medida Provisória nº 784, publicada em 8 de junho, trouxe profundas mudanças ao processo...[+]
Muito já se discutiu a respeito das reformas dos segmentos de listagem da B3 (antiga BM&FBOVESPA),...[+]
Lava Jato e restrição de crédito abrem oportunidades para aquisições de empresas em dificuldades O...[+]
Adriana Pallis, sócia da área de Societário do Machado Meyer Advogados, participou no último...[+]