Ana Bátia Glenk

Ana Bátia Glenk

Sócia

+ 55 11 3150-7661
Área de atuação

Com mais de dez anos de experiência na área concorrencial e antitruste, Ana Bátia assessorou empresas nacionais e estrangeiras em alguns dos mais complexos atos de concentração já notificados às autoridades concorrenciais brasileiras. Recentemente foi reconhecida pela publicação Who’s Who Legal: Competition – Future Leaders 2018 como uma “advogada pragmática e brilhante tecnicamente”, com “profundo conhecimento técnico” em atos de concentração internacionais. Seu trabalho também envolve assessoria sobre riscos concorrenciais em estratégias empresariais e a representação de empresas e indivíduos em investigações conduzidas pelo Cade em casos de cartel.

Associações

Ordem dos Advogados do Brasil

Reconhecimentos recentes

Reconhecida como “leading individual” no Brasil pela publicação Who’s Who Legal: Competition – Future Leaders 2018.
Atuou na operação Oracle/Sun Microsystems, vencedora do prêmio Matter of the Year da Global Competition Review (2011).
Atuou na operação United Air Lines/Continental Airlines, vencedora do prêmio M&A Transaction of the Year Americas da Global Competition Review (2011).

Formação acadêmica

University of Chicago, Estados Unidos (LL.M., 2014).
Universidade de São Paulo, Brasil (Bacharelado em Economia, 2010. 
Pontifícia Universidade Católica de São Paulo, Brasil (Bacharelado em Direito, 2006).

Experiência em escritório no exterior

Freshfields Bruckhaus Deringer LLP, Bruxelas, Bélgica (2014‐2015)

Publicações Recentes

O Conselho Administrativo de Defesa Econômica (Cade) lançou em outubro deste ano o Guia de...[+]
Empresas envolvidas em aquisições de ativos precisam avaliar se a operação deve ou não...[+]
CADE homologa nova Resolução sobre contratos associativos O Tribunal do Conselho Administrativo...[+]
CADE homologa nova Resolução sobre contratos associativos O Tribunal do Conselho Administrativo...[+]
O Conselho Administrativo de Defesa Econômica (CADE) apreciou recentemente dois casos de abuso...[+]
O Conselho Administrativo de Defesa Econômica (CADE) apreciou recentemente dois casos de abuso...[+]