A LGPD estabelece limites para o tratamento dos dados pessoais, e as empresas devem ficar atentas às condicionantes para o manejo desses dados com base no conceito de legítimo interesse. O assunto é novo no Brasil e a Autoridade Nacional de Proteção de Dados (ANPD) ainda não se manifestou sobre o tema. Neste artigo, abordamos em quais hipóteses as empresas podem se valer do conceito para tratar os dados pessoais de seus clientes.

CLIQUE AQUI para acessar o e-book.